segunda-feira, 15 de novembro de 2010

O sonho de um amigo navegador.


Vejo as pessoas falarem de suas viagens. Viajar, realmente, é maravilhoso. Ver paisagens novas, coisas novas, e pessoas novas, tudo isso renova a nossa vida.

Confesso que passei a gostar de viajar a passeio de uns anos para cá, pois sempre viajei muito a trabalho, e viajar sempre foi sinônimo de trabalho. Eu achava que era um dinheiro posto fora, pois ficavam só as lembranças, e você não tinha como recuperar esse investimento, pelo menos de uma forma tangível. Mas as pessoas mudam, e eu também mudei radicalmente minha opinião.

Planejo fazer muitos roteiros interessantes, e já tenho uma lista enorme deles. Muitos, com certeza, será com pessoas especiais, pois uma viagem passa a ter um significado diferente quando se está com as pessoas certas, na hora certa, no lugar certo. Assim, a viagem passa a ser um link na memória, e lembraremos dessas pessoas para sempre, e tudo será inesquecível para nós. Até mesmo na cidade em que vivemos, lugares ficarão imortalizados e terão um significado diferente, quando tivermos tido momentos inesquecíveis com uma pessoa especial, nesses lugares.

Existe uma infinidade de lugares no mundo e culturas diferentes para se conhecer. Alguns comuns, que a história e a mídia imortalizaram, e outros poucos comuns. Admito que os lugares pouco comuns me fascinam muito, ou seja, aqueles que poucas pessoas conhecem. Mas viajar, seja para onde for, faz bem para a alma de qualquer pessoa.

Gosto muito de ouvir histórias de viagens. Vejo como há uma diversidade enorme de opiniões sobre os lugares visitados. Alguns gostam de um determinado lugar, e outros decepcionam-se com os mesmos lugares. Tudo depende da pessoa que está viajando, da companhia, e do significado daquela viagem para nossas vidas. Já vi muitas pessoas dizerem que se decepcionaram ao visitarem o arquipélago de Fernando de Noronha, por exemplo. E outras, simplesmente, amaram. Onde está a diferença? Claro que não é em Fernando de Noronha, mas, sim, nas pessoas, no momento em que elas estão vivendo, e, principalmente, no olhar de cada um. Acho que aqueles que não gostaram do arquipélago, é porque planejaram mal a viagem. Alguns amigos que aproveitaram esta viagem na sua totalidade me contaram que somente 20% da beleza da ilha está na superfície, pois os outros 80% da sua beleza está no fundo do mar. Dizem que mergulhar na ilha é uma experiência indescritível. No local, a ilha tem toda uma infraestrutura para mergulho, equipamento, filmam e fotografam seu mergulho, bem como seu contato com a natureza, e que possui uma beleza sem igual. Entre outras aventuras que pretendo fazer, mergulhar é um sonho que eu tenho, e que vou realizar qualquer hora dessas. Já ouvi falar de outros lugares como Parati no Rio de Janeiro, ou das ilhas gregas, que também são paraísos submarinos, em que a beleza submersa é tão ou mais linda que a beleza na superfície.

Mas o queria contar hoje, nessa mesa de bar, é sobre uma viagem inusitada que um amigo e ex colega de empresa está fazendo, bem como a maneira pela qual nos encontramos, quando ele me contou da sua viagem, o que foi muito interessante. Eu estava caminhando pelo centro de Porto Alegre, e nos cruzamos, casualmente. Fazia três meses que ele estava aposentado, e disse que estava em viagem. Como ele poderia estar em viagem, se nos encontrávamos naquele momento? Imediatamente, convidei-o para tomar um café e me contar essa história.

Esse colega fez uma linda carreira na empresa em que eu trabalho. Trabalhamos juntos na engenharia, pois ele é arquiteto e eu engenheiro. Em sua trajetória profissional, chegou a ser Diretor de Tecnologia. Aposentou-se moço, e teve mais de um casamento. Em nenhum dos casamentos teve filhos. Antes de aposentar-se, teve seu último e mais recente casamento, da qual nasceu seu primeiro filho, um gurizinho, que sempre foi o seu sonho. Ele sempre gostou de velejar, e alguns anos atrás comprou um veleiro. Um barco grande, que possui uma cabine confortável, um pequeno apartamento de um dormitório. Pois bem, durante uns 5 anos antes da aposentadoria, aprendeu a velejar e velejou bastante, sempre nas águas do Rio Guaíba, aqui em Porto Alegre, e nas águas da Lagoa do Patos no RS. Pegou alguma experiência em navegação, e já tinha planos pós aposentadoria de fazer a sua viagem de sonhos.

Sentamos no café, e ele começou a me contar essa história de viagem. Disse que depois de se aposentar, pegou a mulher e o filhinho, embarcou no veleiro, e zarpou pelo Rio Guaíba, cruzando a Lagoa dos Patos, e entrando no Oceano Atlântico, através do Porto de Rio Grande/RS. Inicialmente, a viagem não teve paradas, e navegou alguns dias pela costa gaúcha e catarinense, até Florianópolis em Santa Catarina. Sua primeira parada foi em Florianópolis, onde ancorou seu barco, abasteceu com mantimentos, e visitou as 42 praias da ilha, e assim ele está viajando. Disse-me que já está no litoral do Rio de Janeiro, com seu barco ancorado, e que o destino final é Fernando de Noronha, sendo que a viagem de volta vai ser mais cansativa, pois vai voltar direto, ou melhor, com poucas paradas, só para abastecer o barco com mantimentos. Ele já está há meses viajando, acordando em alto mar, ou ancorado em alguma praia diferente desse nosso lindo litoral. Que maravilha isso! Aí eu perguntei o que ele estava fazendo em Porto Alegre, então? E ele me respondeu que seguidamente vem à POA, pelo menos uma vez por mês. Deixa seu barco ancorado em alguma praia do Brasil, pega algumas roupas, a mulher e o filhinho, e voa para Porto Alegre, para ver como está sua casa, e pagar algumas contas. Disse, também, que vai ficar uns 2 anos nessa "vidinha difícil", pois quando seu filho tiver 5 anos terá que ir para o colégio.

Quanto ao custo de vida nessas condições, ele me disse que não é nada exorbitante, que o mais caro são as passagens aéreas, já que ele viaja uma vez por mês de alguma parte do Brasil para Porto Alegre. Na verdade, o custo da viagem é como se ele e sua família estivessem vivendo em Porto Alegre, já que ele carrega sua casa para os lugares por onde anda. O investimento inicial foi do veleiro, que também é acessível para qualquer mortal, sendo comparado ao custo de um carro intermediário. É só ter o sonho e priorizar investimentos.

Conversamos mais um pouco, e nos despedimos. Eu voltei à minha rotina de trabalho, e ele à sua merecida aposentadoria.

E tem gente que não sabe o que fazer quando se aposenta. Claro que, quem não tem uma aposentadoria complementar, e tem que viver com a miséria do INSS na aposentadoria, já tem outra realidade. Mas isso valeria, quem sabe, um outro post.

Boa sorte, JR! Continue aproveitando bem o resto da sua vida, e boa viagem, meu amigo navegador!


P.S.: Para quem quiser acompanhar a viagem do meu amigo navegador, ele está fazendo um Diário de Bordo em forma de blog.

Acesse: http://veleiroeasygoing.blogspot.com

25 comentários:

  1. Eu adorei ler essa história! Sabe, eu comecei a viajar uma vez por ano à 2 anos. Não abro mão. Não importa se o que gastei daria para comprar isso ou aquilo outro. Esse ano fui conhecer Gramado e Canela, aí pertinho de vc, mas sou mineira e nunca tinha ido para esses lados. Admirei a história do seu amigo, muito inspiradora. Vou pensar na previdência privada, pois estou com 29 anos, 12 de contribuição no INSS, rsrsrs. Bjus e ótima semana

    ResponderExcluir
  2. Incrível Paulo conhecer pessoas que sabem viver. Incrível também é conhecer pessoas que sabem sonhar.

    Viajei na sua história e me vi em um barco nas muitas praias de nosso belíssimo litoral, que vontade me deu!

    Beijos meu amigo, beijos meus.

    ResponderExcluir
  3. Então Paulo,
    e o vento sopra
    sopra o vento!

    Lendo-te hoje, eis que lembro da questão: Viver para o trabalho ou trabalhar para viver???

    Vejo que teu amigo esta VIVENDO! Grande exemplo a ser seguido e refletido. Viver o Presente, desembrulhando-o a cada dia!
    Bela semana pra ti marinheiro!

    ResponderExcluir
  4. Paulo gosto quando passas pelo Café com Canela e fico feliz quando me chamas de guria.
    Tenho postado algumas fotos no Olhares.com

    http://olhares.aeiou.pt/carolinatavares

    Obrigada por suas sempre gentis palavras.

    Beijos e saudades

    ResponderExcluir
  5. Dei um navegada em seu álbum no flick.com e gostei muito, suas fotos são muito interessantes.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Jota Cê e eu já fomos a Fernando de Noronha e pode ter certeza que a viagem é inesquecível. O problema das pessoas não gostarem é a época, porque tem um período que o mar aberto entra numa ressaca monstra e fica quase impossível tomar banho naquele mar maravilhoso. Não chegamos a mergulhar com cilindro, mas mergulhamos usando snorkle e vimos tubarões, tartatugas e arraias, além dos peixes. Muito show, viu? Se tiver oportunidade não deixe de fazer essa viagem.

    Maravilhoso post, querido amigo.

    Que sua noite seja de luz.

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  7. Caríssimo desbravador amigo!rs

    Visitei o Bar dos Navegadores senti como se estivesse sentada a mesa com você meu caro. Conversa vai,conversa vem,drinks,causos não faltaram!Desejos,realizações e sonhos,além disso,sonhamos nossos sonhos.Enfim, viajamos alto mares! Vais achar que estou maluca!rs Exatamente assim ao ler a belíssima história do desbravador dos mares.Valeu!viajei com tudo isso.Um abraço, um beijo, e um queijo pro ocê mininu lindo!rs ♥♥♥

    ResponderExcluir
  8. Paulo,marcou presença no Naco de Prosa,e foi com muita gabardia,pois deixou um comentário muito valioso,gostei muito.Quanto ao seu post aqui,eu tenho pensado muito em fazer viagens,conhecer mil lugares,porém antes preciso aprender a viajar para meu interior(alma) que ainda desconheço.
    Paulo,aguardo sua visita e comentários aos meus novos posts.Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde, querido amigo Paulo.
    Continuo sem internet, e estava ansiosa para vir aqui.
    Nessa região, até na Lan House a net é lenta demais. Espero que a tecnologia concorrente invista por esses lados, o que é até curioso o desinteresse das mesmas.

    Sobre o texto:
    Sempre adorei as histórias de viagens. Tem de tudo... Se é divertido ouvir, imagino a experiência de quem as vive.

    Eu nunca fui de viajar, porque sempre trabalhei sem tirar férias. Mas agora que a calmaria chegou, tenho pensado também em fazer pequenas viagens.
    Quero aproveitar cada momento, prestando atenção aos mínimos detalhes.

    Desejo boa sorte ao seu amigo. Que ele saboreie a vida, curtindo o melhor de tudo.

    Que Deus ilumine os seus projetos, fazendo-o muito feliz.

    Um grande abraço. Muito obrigada pela atenção e carinho.

    ResponderExcluir
  10. Olá Paulo, tudo bem?
    Nossa, gostei muito deste texto. Eu amo viajar e já viajei tanto por aí... agora "ancorei" em Paraty...
    à propósito vi que você mencionou esta linda cidade que escolhi para chamar de minha...
    Você é muito bem vindo quando quiser vir conhecê-la, tá?
    Abraço,

    ResponderExcluir
  11. Um Natal próspero e cheio de felicidade. Que Deus continue abençoando todos os seus passos.

    Trouxe um presente e espero que receba com carinho, clica aqui:

    http://www.artesorrindo.com/flashcard/n015.htm


    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  12. Paulo meu amigo,

    Precisava vir aqui desejar um Feliz Natal e próspero ano novo.Que Deus vos abençoe hoje e sempre.Desejo agradecê-lo por doce e amável companhia ao longo do ano.
    Prazer tê-lo no Som do Coração.Obrigada pelo carinho gentileza e sobretudo amizade.


    Muita paz,saúde e alegria juntamente com os seus,em especial com sua pequena Nathália.
    Que Deus abençoe com saúde a guria do seu coração.Parabéns pela belezura de filha que tens!...

    Grande e forte abraço desta amiga das Minas Gerais. IT ♥♥♥

    ResponderExcluir
  13. Paulo meu querido, passando aqui para deixar meus votos de um Natal bem especial e um ano de 2011 repleto de coisas boas e realizações.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Que os sinos do Natal sejam mensageiros de Boas Festas, e que o Ano Novo seja repleto de realizações. Feliz Natal e Próspero Ano Novo.

    ResponderExcluir
  15. Pocha vida!!! Essa é a vida que eu quero, tirando o veleiro claro!!! Amo viajar, as histórias de viajens são as melhores, desde que eu comecei a trabalhar que sempre que posso faço as malas e vou embora conhecer pessoas, lugares, climas, azuis do céu, calores do sol e cheiros do ar. Cada lugar tem um clima, um sabor e uma testura diferente e eu amoooo descobrir isso... Sei lá, almoçar com uma psicologa em uma cidade fria no meio do sertão de Pernambuco, visitar igrejas barrocas em Minas Gerais, chorar com uma mãe enlutada em Palmares em Algoas, sentir a força do vento e da chuva tropical em Belém do Pará, sentir a força do Rio São Francisco, entender pq juazeiro e Petrolina são cidades gêmeas... E tantas outras coisas, lugares, pessoas que vi me fazer querer vêr e viver mais... sempre mais... primeiro quero viver e conhecer o Brasil, para além do caminho que faço diariamente da minha casa para o trabalho e depois quero conhecer o mundo... tanto quanto for possivel... É meu sonho... tenho consciência também que não é um sonho tão fácil assim, estou bemmmmm distante da realidade economica dos que podem ter um carro médio(aliás um carro popular tb) ou fazer uma viajem de avião de mês em mês, mas sonhos são sonhos e eu já comecei a realizar o meu \o/

    ResponderExcluir
  16. Que venha 2011, pois
    Será o ano do Sol a iluminar. Grandes e Pequenos Passos.
    Será ano Impar unilateral
    Será o ano do Coelho multiplicador

    Plante a semente da vontade
    Regue com o dose desejo
    E terá bons frutos para colher..

    Um feliz 2011 da Insana

    OBS desculpe a ausência nas festas..

    ResponderExcluir
  17. Passo aqui pra desejar um lindo inicio de ano.
    E que cada dia possa ser uma viagem exploratoria de sentimentos e ternura!

    ResponderExcluir
  18. oi.. nunca mais apareceu lá no meu blog ( http://otaviomsilva.blogspot.com )... to só passando por aki pra ver como anda o seu... muito interessante seu blog, vou voltar assim que puder.
    Forte abraço

    ResponderExcluir
  19. Olá Paulo!
    Que todos nós também sejamos navegadores, capitães de sonhos! (sorrio)
    Prazer em estar aqui!
    “Para o legítimo sonhador não há sonho frustrado, mas sim sonho em curso” (Jefhcardoso)
    Gostaria de lhe convidar para que comentasse o meu conto “Água benta bem gelada”. Ok?
    Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Olá Paulo quanto tempo!
    Gostaria que desse uma passadinha lá no meu cantinho para ler as novas postagens. Gosto muito de seus comentários.
    Abraço,

    ResponderExcluir
  21. Paulooo toc toc...

    "Ocê tá bem mininu" rs
    Espero e desejo que sim...
    Não deu mais o "ar da graça" uai!rs

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  22. Olá, boa noite!

    Gostei de tudo que vi, achei seu perfil muito bonito, fala de algo que gosto: navegar nos mares da vida.
    Felicidades,
    Selia

    ResponderExcluir
  23. Obrigada Paulo!
    Amei sua visita.

    Bjs, fica na paz
    Selia

    ResponderExcluir